TUTORIAIS PARA USAR PARTICIPAR DESTE BLOG

25 de junho de 2014

O TEMPO E AS LEMBRANÇAS


Ah! Tudo que é lembrado são lamentações íntimas, egoístas, individuais, pela impotência de não recordar com uma visão ampla de tudo que aconteceu, pela ausência de um "espírito visionário", fraternal e que acolhesse a todos, porque roubaram essa possibilidade de todos e é isso que querem, que durmam, que lembrem-se só do que os fazem sentir-se "donos" como se já tivesse existido um destino individual e diferente para cada um, com uma falsa sensação de que pôde controla-lo.. Mas, se lembrares do que acumulou em apenas um só dia, no que deixou para trás, perceberás que construiu muros e que os vizinhos passaram pelas mesmas situações.

Eles, nos roubam o nascer do Sol, deixando de aquecer o que está pálido, gélido, sem cor, para acender seus fumos cheios de desgraças que se parecem com cócegas onde fazem todos rirem pensando que aquilo é a real essência da vida e seus olhos em brasas, incandescentes, que se tornam macacos amolecendo o barro moldado no lugar do seu cérebro.



A rotina é estranha, porque na sua repetência de tarefas, deixam todos aqueles que estão aprisionados a ela, sentirem-se seguros mas, a bússola não está apontando pro norte como parece ser, porque escreveram a palavra norte no lugar do sul pra você se desorientar. É ilusão acreditar que o que se parece seguro, é o caminho real ou certo. A rotina tem cheiro e sabor de escravidão.

Quem compreende todas essas coisas, sabe que a rotina é algo comandado à distância, sem deixar os comandados ter o poder de escolha e muito menos perceberem que são comandados.



Pessoas fazendo tempestades em tubos de ensaios menores que um copo pequeno, porque reclamam uma conduta dos outros que elas mesmas não possuem e o mundo em pleno apocalipse silencioso a nível mundial.
As guerras, não possuem divisas, nem culturas diferenciadas, nem idiomas distintos, estão nas mentes, no coletivo, exatamente em seus sentimentos, na maneira como percebem o mundo, como o aceitam ou o negam.

Todos inconscientes e o inconsciente, não tem que saber o que é bom ou ruim e para um Mundo como o nosso, seria a mesma coisa que ele ser habitado por sonâmbulos, andando sobre a terra como zumbis.

vAL qIC
Heterônimo - Emmanuele Catrina


Postar um comentário