TUTORIAIS PARA USAR PARTICIPAR DESTE BLOG

29 de dezembro de 2015

QUEM DOMINA SEU PAÍS E O MUNDO?

Sabemos que é o Capitalismo, porém muitos atribuem a culpa que esse mau esparge aos Partidos Políticos aqui no Brasil.
Infelizmente a cultura brasileira é paupérrima, pouca leitura e a minoria que lê, se dedica aos modismos literários que nada acrescenta a ponto de despertar a consciência para o QUESTIONAMENTO. Pensar são para poucos, para os que se esforçam e conseguem se libertar das amarras confortáveis que a mídia Brasileira impregna na mente das pessoas manipulando os fatos e direcionando as mentes dispersas ao engano para que se tornem marionetes e desta forma, não representarem o menor perigo através da conscientização em massa.

SÃO OS BANQUEIROS QUE SE USAM DE POLÍTICOS PARA QUE ELES MOSTREM OS DENTES EM PÚBLICO!
val qic

Se desejar aumentar a imagem clique nela







.

28 de dezembro de 2015

VOCÊ FOGE DE PESSOAS MAL FALADAS ?



Porque segue seus ideais e viveu uma vida sem se importar com a aceitação ou exclusão da sociedade afinal, pessoas assim são corajosas e o mundo anda muito povoado por covardes, de falsas aparências, falsas atitudes para CATIVAR quem possui CONVENIÊNCIAS por interesses egoístas.

Foda-se a reputação!

Pau no cu de quem acredita nisso!

Quando conheço gente assim, ALVO DE MALEDICÊNCIAS SEM VER O COMPORTAMENTO QUE DIZEM TER, geralmente é certeiro de que Amizade é uma palavra legítima.

As pessoas mal faladas tem virtudes raras que os que maldizem não conseguem ter. 

Geralmente é lealdade, generosidade e altruísmo!

O QUE É UMA MULHER BRUXA DE VERDADE?


É aquela que não teme a luta, o trabalho, o suor, ter que recomeçar a vida de novo, quando insultada pelo sexo oposto.
É aquela que não se usa dos Filhos com a desculpa que eles são a razão para que não haja um divórcio, preferindo criá-los num ambiente de agressões verbais e/ou físicas, porque se acomodou e se importa com a opinião dos outros.

A verdadeira bruxa, usa a lógica, porque é MÃE, além de mulher e por querer ver a felicidade de seus Filhos, pensa na saúde psicológica deles e os tira de ambientes febris, a viver de aparências na Redes Sociais, diante da Família e Amigos.



A VERDADEIRA BRUXA, CONSEGUE A MAGIA MAIS DIFÍCIL DE CONSEGUIR:
- Ser Senhora de seus sentimentos, não Escrava deles!
- Mas se tiver Filhos fica mais fácil de conseguir ser uma.

- A verdadeira BRUXA, é a MÃE de verdade, que troca tudo por seus Filhos, até sua felicidade a dois porque compreende que a verdadeira plenitude da vida, são eles.

Pense nisso!
Você pode estar vivendo uma vida de AMÉLIA, dando a desculpa que são os Filhos que não devem viver sem a presença de um Pai Violento, mas é sua estima que está na lama e seu egoísmo que te traz esperanças que um dia seu companheiro mude e bem sabemos que ninguém muda ninguém.

Vá?
Não pense duas vezes!
Voe!

Val Qic




27 de dezembro de 2015

BUSQUE CONHECIMENTO, VOCÊ NÃO PRECISA DE MESTRES, APENAS ADQUIRA O HÁBITO DE LER

O conhecimento científico (e o pensamento crítico) tem o poder de discernir entre verdades e inverdades e, assim, interromper tradições irracionais e superstições levadas a cabo por gerações consecutivas.


O PROBLEMA NÃO É O PT - O PROBLEMA NÃO É A CORRUPÇÃO



O FACEBOOK É UM TERMÔMETRO - O SEU PROBLEMA NÃO É A CORRUPÇÃO, NEM O PT. 
- Desde quando existe corrupção na política?- Heim? 

- Vai me dizer que foi a partir do PT Governar o Brasil? 
- Se sua resposta for essa vc é BURRO OU BURRA. 
O problema da ELITE, da classe média e dos POBRES PUXAS SACOS DA DIREITA é o medo da CLASSE MENOS FAVORECIDA TER PODER AQUISITIVO.

É RACISMO, SÃO PESSOAS DITADORAS. - Racismo porque as classes menos favorecidas são afrodescendentes SIM!
“Na história do Brasil República, sempre que o salário mínimo e a renda média subiram, houve algum tipo de intento golpista”
Portanto, o Facebook é minha salvaguarda, mostra quem é quem.

Mostra inclusive o quanto levei vantagem em não fazer a mínima questão de ter certas pessoas por perto.


Ler sobre psicologia e sociologia é MARA.



O comportamento e as palavras DIZEM TUDO.



O que mais existe nesse País, é pobre metido a besta

chupa-saco da ELITE.


kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

DAI VC VÊ UM BANDO DE GENTE METIDA A BESTA SE 
FAZENDO NAS COSTAS DOS OUTROS, POSTANDO 
PLAQUINHAS ANTI PT E AO MESMO TEMPO SUAS FALSAS CARIDADES EM LOCAIS RELIGIOSOS EM PROL DOS POBRES... 


KKKKKKKKKKKKKKKKKK


BRASIL, O PAÍS DA PIADA PRONTA!


Caridosos de araque...  kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Se inferno existisse dos quintos teria que construir os sexto, sétimo, oitavo dos infernos... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk... Pra caber tanta gente...


Ps: Vc que votou no PT e agora é de direita porque se importa com a opinião de quem nada entende de política, é pior do que eles.


AMO O FACEBOOK ELE MOSTRA MUITO MAIS QUE O CONVÍVIO.





.

22 de dezembro de 2015

BOLSA FAMÍLIA - DESFAZENDO MITOS


O Bolsa Família estimula os pobres a ter filhos

POR QUE NÃO É VERDADE

Pelo contrário: é cada vez maior o número de beneficiárias que utilizam métodos anticoncepcionais. 

A taxa de fecundidade das brasileiras caiu 20% nos últimos anos, mas no grupo de mulheres mais pobres o recuo foi ainda maior: 30%. 

Sem depender financeiramente dos maridos, essas mulheres conquistaram autonomia não apenas para escolher o que comprar, mas também para decidir se querem ou não ter filhos. 

Estudos mostram que as condicionantes do programa estão estimulando a troca da quantidade por qualidade entre as beneficiárias – menos filhos, com mais futuro para cada um deles. 

Além disso, o benefício para cada criança é de R$ 40 mensais. 

Alguém pensaria em ter um filho a mais para ter acesso a essa “fortuna”?
Bolsa Família não faz ninguém querer ter mais filhos
Fontes
MDS 
Revista Brasileira de Economia

O Bolsa Família transformou o Nordeste em curral eleitoral

POR QUE NÃO É VERDADE

Uma das inovações do Bolsa Família foi justamente eliminar o coronelismo. 

O beneficiário é titular de um cartão e não deve favores a ninguém. Vota em quem quiser. 

Pouca gente sabe, mas São Paulo é o vice-campeão nacional do Bolsa Família, com mais famílias beneficiadas do que todos os estados nordestinos, à exceção da Bahia. 

Os governos do PT são tão bem avaliados pelos nordestinos porque o Nordeste, esquecido pelos governos anteriores, passou por uma verdadeira revolução nos últimos 12 anos. 

A região cresceu o triplo da média nacional. 

Foi também no Nordeste que a renda do brasileiro mais cresceu. Mais de 4 milhões de empregos foram gerados. 

Hoje, 42% da população nordestina está na classe média, um crescimento de 20 pontos em apenas uma década. 

A infraestrutura turística cresceu como nunca; a matriz industrial se diversificou, com destaque para as indústrias naval e petroquímica; grandes obras estão mudando a paisagem e a história da região, como a integração do rio São Francisco, a ferrovia Transnordestina, o Eixão e o Cinturão das Águas, a refinaria Abreu e Lima, entre tantas outras. 

Lula e Dilma reduziram como nunca as desigualdades sociais e regionais. 

O Brasil deixou de ser um país governado apenas para um terço da população e passou a ser um país de todos.
Fontes
UOL

Folha de São Paulo
Instituto Lula Webdesign & ilustrações do Ilustre BOB. Fotos: Tania Rego/Agência Brasil (foto do mito 2); Marcelo Casal Jr./Agência Brasil (foto do mito 5); e Divulgação/Prefeitura de Mac

A MENTALIDADE DE UM COXINHA



A expressão Síndrome do Vira-Lata (ou Complexo de Vira-Lata) foi cunhada pelo escritor Nelson Rodrigues nos anos 1950, após o Brasil perder para o Uruguai na final da Copa do Mundo no Maracanã.


Dizia o escritor que tal sentimento de ser o vira-lata do mundo não se dava apenas no esporte, mas em várias outras áreas.

“O brasileiro é um narciso às avessas, que cospe na própria imagem. Eis a verdade: não encontramos pretextos pessoais ou históricos para a auto-estima”,

Afirmava Nelson Rodrigues.

A síndrome surgiu com ajuda dos países europeus e norte-americanos, dedicados a espalhar que a capital do Brasil é Buenos Aires e que falamos espanhol.

Em 1845, o Conde de Gobineu chegou ao Rio dizendo que os cariocas eram 
“verdadeiros macacos”.

Em pleno século 20, a culpa de nossa inferioridade era nossa miscigenação, como pensavam gente como Nina Rodrigues, Oliveira Viana e até Monteiro Lobato.

“O Brasil, filho de pais inferiores – destituídos desses caracteres fortíssimos que imprimem – um cunho inconfundível em certos indivíduos, como acontece com o alemão, com o inglês, cresceu tristemente – dando como resultado um tipo imprestável, incapaz de continuar a se desenvolver sem o concurso vivificador do sangue de alguma raça original”.

Disse Monteiro Lobato em 1903.

Depois, a culpa de nossa inferioridade era o calor tropical, as questões sanitárias, os escândalos de corrupção etc.

Ajuda o fato de o Brasil ser o criador da máquina de escrever, do avião e de 
biocombustíveis mas poucos saberem disso. Também nunca ganhamos um Prêmio Nobel, enquanto os vizinhos já levaram pelo menos no campo da literatura. No cinema, o sonho popular de ganhar o Oscar tampouco aconteceu ainda.

Mas será que o crescimento econômico, a Copa de 2014, as Olimpíadas de 2016 e outros elementos que colocam hoje o Brasil em evidência no mundo nos curaram de tal síndrome?

Infelizmente, a resposta é não.

E parte da culpa está nos velhos hábitos da mídia nacional, que propagam e mantêm a síndrome de ponta a ponta do país.

Tomemos a TV Globo como exemplo.

Não existe emissora mais patriota do que a de Roberto Marinho. Praticamente todo jornalístico da TV Globo encerra com matérias exaltando nossa rica cultura,nosso talento para o futebol e a força do brasileiro.

Positivo?

Não.

Segundo o ensaísta Humberto Mariotti, trata-se apenas de uma reação contrária, supervalorizando a cultura nacional.

Em partes da sociedade de alguns países, como Cuba e Irã, tal reação contrária atinge níveis mais dramáticos, de rejeição do que vem de fora e encapsulando em si própria a cultura.

Trata-se de um patriotismo falso da TV Globo – e de vários outros grupos midiáticos – porque, se de um lado exaltam o Brasil, por outro reforçam a Síndrome do Vira-Lata.

Como?

Primeiro:

Tomando como fonte sempre os mesmos líderes mundiais, geralmente da Alemanha, EUA, França e Inglaterra, dando credibilidade de palavra final a líderes de países que, economicamente hoje, não andam lá muito fortes, mas preservam o poder graças à mídia.

Segundo:

Exaltando, em jornalísticos e programas de ficção, o “chique” que vem lá de cima, com reportagens repetitivas e constrangedoras da chegada da neve em Nova York, com protagonistas de novela iniciando a trama em Paris ou Londres, com personagens se dando bem por casarem com norte-americanos etc.

Terceiro:

Dando pouco espaço para a cultura nacional. Neste ponto, a TV Globo é a menos problemática, pois, bem ou mal, produz (e emprega) muito conteúdo nacional em novelas e minisséries.

Mas emissoras como o SBT vivem de exibir enlatados dos EUA e do México. Sem falar que todas elas dão espaço mínimo (quando não inexistente) ao cinema nacional.

Quarto:

Empregando estrangeirismos para dar o ar “sofisticado” a um evento (São Paulo Fashion Week), programa de TV (Big Brother Brasil), jornalísticos (Globo News) e até infantis (TV Kids).

Com a ajudinha da mídia, o resultado é devastador para o Brasil, da economia (nossos produtos são sempre piores que os importados), passando pela cultura (a superioridade de tudo que é falado em inglês ou que venha da Europa), desembocando na auto-estima, onde chegamos à Síndrome do Vira-Lata.

É dela que saem pérolas nacionais como “todo filme brasileiro é ruim ou baixaria”, “ele tem um carrão importado”, “a cultura tupiniquim” (no tom pejorativo do termo), “férias em Nova York? Que chique!” etc.

A boa notícia é que a Síndrome parece ter diminuído neste século 21, com o Brasil em evidência mundial.

Além disso, ela é um mau que assola chineses, indianos, africanos e muitos latino-americanos, e não apenas os brasileiros.

Por fim, os brasileiros, ao viajar mais para fora, estão se sentindo menos caipiras e mais parte do mundo, reconhecendo os problemas existentes do Canadá à Suécia.

Nosso complexo de vira latas midiático se evidencia quando a noticia é relativa á nossa diplomacia, a mídia detesta noticiar o sucesso da DILMA ao participar da fundação do Novo Banco de Desenvolvimento (Banco do BRICS) quebrando assim a hegemonia estados unidense e os maiores incentivadores de nosso complexo de vira latas, sem duvida são o Arnaldo Jabour e a Miriam Leitão.

Para esses dois qualquer tentativa diplomática da Dilma é um fracasso.

A mídia assume o papel de moldar as formas da sociedade, deliberando sobre padrões de beleza, comportamento, tendências a serem seguidas, pessoas a serem idolatradas, enfim, pode-se dizer que a mídia assume o papel de dizer e traçar nossas características culturais, mesmo que de forma fútil e inútil.

Não existe imagem neutra. Tudo que ela apresenta tem que chocar, tem que gerar impacto, vibração, emoção. Toda informação tem seu aspecto emocional:

Nisso é que reside a dramatização da opinião de seus comentaristas.

Não se trata de uma mera narração isenta, nossa mídia manipula negativamente nossa imagem, é um nacionalismo ás avessas, ou melhor: 
É um anti-nacionalismo, um verdadeiro culto ao estrangeiro, principalmente aos 
Estados Unidos.

Que a Síndrome do Vira-Lata diminua cada vez mais, para o bem econômico e cultural do Brás.

Fonte: Debate

21 de dezembro de 2015

DISCURSO ATEMPORAL

Clique na imagem para aumentar.


Há vários interesses geopolíticos interferindo na crise da Petrobras”, afirma o professor Luiz Gonzaga Belluzzo, ao lembrar que as petroleiras norte-americanasficaram de fora da exploração de uma enorme reserva da área do pré-sal onde estão presentes companhias chinesas, associadas à estatal brasileira.


O professor da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e eventual assessor da presidenta Dilma Rousseff analisa o escândalo em torno da operação Lava Jato a partir de um ângulo geopolítico e econômico, evitando o alarmismo da velha imprensa, que parece interessada em “modificar o regime da partilha e voltar ao de concessão”.

Mar de fundo

“Claro que tudo isto que acontece na Petrobras tem importância geopolítica. Acredito que os Estados Unidos não se conformem em terem ficado de fora da exploração do campo de Libra, vencido por um consórcio de petroleiras chinesas, e todo o mundo sabe que a China quer disputar novos leilões na área do pré-sal, fortalecendo sua presença”.

“A crise da Petrobras tem que ser compreendida em meio a um quadro maior, que é o problema global do petróleo, envolvendo a Rússia e as pressões feitas recentemente contra a Rússia, tentando encurralar o governo de Putin. Me parece difícil que as potências ocidentais consigam fazer a alma russa ceder".

“É absurdo vincular de algum modo a presidenta Dilma com a corrupção. É inaceitável que setores da oposição, setores da sociedade brasileira digam essas coisas que na verdade são conseqüência de não aceitarem que foram derrotados nas eleições. Isso é desconhecer o voto popular, isso é golpismo”.

“Eu não sei se este escândalo é em represália pela participação brasileira nos Brics, o que sei é que a posição do Brasil nos Brics é algo que os Estados Unidos e a Europa olham atentamente. Quando alguém fala com funcionários internacionais, contam as pressões que o Brasil sofreu relacionadas ao banco de fomento e ao acordo do fundo de contingências dos Brics, que é uma espécie de novo FMI (acordos assinados neste ano na cúpula dos Brics de Fortaleza).

Se este fundo já estivesse em funcionamento hoje, talvez pudessem mitigar as pressões cambiais que a Rússia sofre e que estão afetando o Brasil também.

As pressões de certos grupos são fortíssimas para que o Brasil se separe dos Brics e também do Mercosul.

E querem empurrar o Brasil para fazer um acordo com a União Europeia, que eu chamo de ‘volume morto da economia mundial’. 
Eu não digo que é preciso se separar dos Estados Unidos e da União Europeia”.

“O peso da Petrobras e das empreiteiras na formação de capital fixo é fundamental no Brasil, então o que eu tenho manifestado é o temor de uma paralisia maior na economia. Existe o risco de que seja introduzido um fator depressivo em uma economia que se está comprometendo o corte de gastos e a austeridade com o novo governo.

É preciso saber discernir entre os eventuais crimes que tenham ocorrido e permitir que as empresas empreiteiras continuem operando porque não é possível substituí-las. Elas têm uma memória técnica muito importante, participaram em todas as grandes obras de infraestrutura desde o regime militar”.

“É preciso evitar um problema sistêmico, se a Petrobras continuar neste impasse, isto vai prejudicar as empresas provedoras da Petrobras, que já estão estranguladas e não estão cobrando”.

Hipocrisia

“Há muita hipocrisia no modo como a mídia trata a crise no Brasil. Fala-se com muito alarmismo da Petrobras e não se diz como agiram os norte-americanos diante da crise do subprime, foi um problema muito maior que o da Petrobras. Alguns bancos receberam multas pesadas, alguns executivos foram sancionados penalmente, foram menos do que aqui, mas ao final, os americanos preservaram as estruturas.
O Congresso introduziu mudanças nas leis financeiras para proteger os bancos e os depósitos. Foi um projeto redigido pelo Citigroup. E, frente a tudo isto, ninguém se escandaliza e ninguém fala de corrupção”.

Abutres

“Quando a justiça dos Estados Unidos intervém na crise da Petrobras diante das demandas dos advogados que patrocinam os acionistas, estamos vendo um procedimento estranho, parecido com o que aconteceu com os fundos abutres e a Argentina.

Claro que há acionistas da Petrobras na Bolsa de Nova York, os ADR são emitidos em Nova York, mas acredito que tudo isto seja um pretexto para poder levar o caso à justiça norte-americana”..

Polícia

“As estruturas encarregadas de “vigiar e punir”, como dizia Foucault, como é a polícia federal, agem sem cuidar das estruturas empresariais fundamentais.

Isso é inevitável no Brasil. Aqui, a Polícia Federal e as polícias estaduais estiveram sempre sintonizadas com certos grupos políticos, com a imprensa e com setores do Poder Judiciário. É assim que o sistema funciona, e os membros da polícia atuam individualmente seguindo esta lógica. Não é pela maldade ou pela vontade deste ou daquele delegado, é o mecanismo existente que faz com que a investigação seja feita sem que se leve em conta as consequências que isso terá para o conjunto da sociedade”.

Globo

“O que se lê na cobertura do Globo é que eles querem transformar o regime de partilha que está em vigor pelo de concessão que se aplicava antes. Mas não se justifica um regime de concessão porque agora não há riscos para os privados porque as reservas já estão descobertas, seus recursos já estão estimados. E tudo isto é para tirar o controle da exploração da Petrobras e passar para as empresas petroleiras estrangeiras. Acredito que também querem trazer as construtoras estrangeiras, em especial as construtoras norte-americanas.

Esses grupos de imprensa sempre atacaram a Petrobras, desde a sua criação (1953).

Toda a imprensa brasileira, salvo o jornal Última Hora, esteve visceralmente contra a Petrobras e atacou a campanha “O Petróleo é Nosso”.

(As palavras de Belluzzo sobre o lobby da Globo a favor das empreiteiras norte-americanas ficaram em evidência em uma coluna de Carlos Alberto Sardenberg, que propôs a formação de um programa similar ao PROER dos anos 90, para socorrer e depurar as empreiteiras e ao mesmo tempo permitir que estas se associem a empresas estrangeiras).

Fonte: Debate

MERITOCRACIA - PORQUÊ SER CONTRA?

clique para aumentar a imagem


A meritocracia esconde, por trás de uma aparente e aceitável "ética do merecimento", uma perversa "ética do desempenho".


Numa sociedade de condições desiguais, pautada por lógicas mercantis e formada por pessoas que tem não só características diferentes mas também condições diversas, merecimento e desempenho podem tomar rumos muito distantes.

Mário Quintana merecia estar na ABL, mas não teve desempenho para tal.
O Paulo Coelho, o Sarney e o Roberto Marinho estão (ou estiveram) lá, embora muitos achem que não merecessem.

Quintana, pelo imenso valor literário que tem, não merecia ter morrido pobre nem ter tido que morar de favor em um hotel em Porto Alegre, mas quem amealhou fortuna com a literatura foi o Coelho. Um tem inegável valor literário, outro tem desempenho de mercado.

O José, aquele menino nota 10 na escola que mora embaixo de uma ponte da BR 116 merece ser médico, sua sonhada profissão, mas provavelmente não o será, pois não terá condições para isto (rezo para estar errado neste caso).

Na música popular nem é preciso exemplificar, a distância entre merecimento e desempenho de mercado é abismal. Então, neste mundo em que vivemos, valor e resultado, merecimento e desempenho nem sempre caminham juntos, e talvez raramente convirjam.


Mas a meritocracia exige medidas, e o merecimento, que é um juízo de valor subjetivo, não pode ser medido; portanto, o que se mede é o desempenho supondo-se que ele seja um indicador do merecimento, o que está longe de ser.

Desta forma, no mundo da meritocracia - que mais deveria se chamar "desempenhocracia" - se confunde merecimento com desempenho, com larga vantagem para este último como medida de mérito.

A meritocracia escamoteia as reais operações de poder.

Como avaliação e desempenho são cruciais na meritocracia, pois dão acesso a certas posições de poder e a recursos, tanto os indicadores de avaliação como os meios que levam a bons desempenhos são moldados por relações de poder; e o são decisivamente.

Seria ingênuo supor o contrário.

Assim, os critérios de avaliação que ranqueiam os cursos de pós-graduação no país são pautados pelas correntes mais poderosas do meio acadêmico e científico.

Bons desempenhos no mercado literário são produzidos não só por uma boa literatura, mas por grandes investimentos em marketing; grandes sucessos no meio musical são conseguidos, dentre outras formas, "promovendo" as músicas nas rádios e em programas de televisão, e assim por diante.

Os poderes econômico e político, não raras vezes, estão por trás dos critérios avaliativos e dos "bons"desempenhos.

Critérios avaliativos e medidas de desempenho são moldáveis conforme os interesses dominantes, e os interesses são a razão de ser das operações de poder; que, por sua vez, são a matéria prima de toda a atividade política.

Então, por trás da cortina de fumaça da meritocracia repousa toda a estrutura de poder da sociedade.

Até aí tudo bem, isso ocorre na maioria dos sistemas políticos, econômicos e sociais.

O problema é que, sob o manto da suposta "objetividade" dos critérios de avaliação e desempenho, a meritocracia esconde estas relações de poder, sugerindo uma sociedade tecnicamente organizada e isenta da ingerência política.

Nada mais ilusório e nada mais perigoso, pois a pior política é aquela que despolitiza, e o pior poder, o mais difícil de enfrentar e de combater, é aquele que nega a si mesmo, que se oculta para não ser visto.

A meritocracia é a única ideologia que institui a desigualdade social com fundamentos "racionais", e legitima pela razão toda a forma de dominação (talvez a mais insidiosa forma de legitimação da modernidade).

A dominação e o poder ganham roupagens racionais, fundamentos científicos e bases de conhecimento, o que dá a eles uma aparente naturalidade e inquestionabilidade: é como se dominados e dominadores concordassem racionalmente sobre os termos da dominação.

A meritocracia substitui a racionalidade baseada nos valores, nos fins, pela racionalidade instrumental, baseada na adequação dos meios aos resultados esperados.

Para a meritocracia não vale a pena ser o Quintana, não é racional, embora seus poemas fossem a própria exacerbação de si, de sua substância, de seus valores artísticos.

Vale mais a pena ser o Paulo Coelho e fazer uma literatura calibrada para vender.

Da mesma forma, muitos pais acham mais racional escolher a escola dos seus filhos não pelos fundamentos de conhecimento e valores que ela contém, mas pelo índice de aprovação no vestibular que ela apresenta.

Estudantes geralmente não estudam para aprender, estudam para passar em provas.

Cursos de pós-graduação e professores universitários não produzem conhecimentos e publicam artigos e livros para fazerem a diferença no mundo, para terem um significado na pesquisa e na vida intelectual do país, mas sim para engrossarem o seu Lattes e para ficarem bem ranqueados.

A meritocracia exige uma complexa rede de avaliações objetivas para distribuir e justificar as pessoas nas diferentes posições de autoridade e poder na sociedade, e estas avaliações funcionam como guiões para as decisões e ações humanas.

Assim, em uma sociedade meritocrática, a racionalidade dirige a ação para a escolha dos meios necessários para se ter um bom desempenho nestes processos avaliativos, ao invés de dirigi-la para valores, princípios ou convicções pessoais e sociais.


Fonte: Debate

E SE DILMA...

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

E se Dilma tivesse construído dois aeroportos, com dinheiro público, em fazendas da família, como fez Aécio Neves (PSDB)?

E se Dilma estivesse sendo acusada de receber propinas da Petrobrás, como Aloysio Nunes (PSDB)?

E se Dilma estivesse sendo investigada na Operação Zelotes, por ter sonegado 1,8 milhão de reais e corrompido funcionários públicos, para que essa dívida sumisse do sistema da Receita Federal, como Nardes (Conselheiro do TCU, ligado ao PSDB)?

E se Dilma tivesse sido manchete de capa no New York Times, por suspeição de narcotráfico internacional, o que gerasse diversas reportagens na televisão norte americana, e agentes do DEA, Departamento Anti Drogas, dos Estados Unidos, tivessem vindo ao Brasil, para investigá-la, e um helicóptero com quase meia tonelada de pasta de cocaína fosse apreendido em uma fazenda de amigo pessoal e sócio dela, em negócios não muito claros, como Aécio Neves (PSDB)?

E se a filha da Dilma fosse assessora do presidente da CPI da Petrobrás e lobista junto a Nardes, um conselheiro do TCU, e tivesse uma conta secreta no HSBC suíço, por onde passaram milhões de dólares, como Daniele Cunha, a filha de Eduardo Cunha (PMDB)?

E se Dilma tivesse sido presa em 2004, por fraude em licitação de grandes obras, no Amapá, e tivesse sido condenada por corrupção, evasão de divisas, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha, como Flexa Ribeiro (PSDB)?
E se Dilma, quando prefeita de Salvador, tivesse sumido com 166 milhões das obras do Metrô, como Antônio Imbassahy (PSDB)?

E se a filha da Dilma tivesse tido um único emprego, de assessora da mãe, e a revista Forbes a tivesse colocado como detentora de um das maiores fortunas brasileiras, caso da filha do Serra (PSDB)?

E se Dilma tivesse 22 processos por corrupção, como Eduardo Cunha (PMDB)?

E se Dilma colocasse sob sigilo, por 25 anos, as contabilidades da Petrobras, Banco do Brasil e BNDES, como Geraldo Alckmin (PSDB) colocou as do Sistema Ferroviário paulista, das Sabesp e da Polícia Militar, após se iniciarem investigações da Polícia Federal, apontando desvios de muitos milhões?

E se Dilma tivesse sido governadora e como tal, cassada, por conta de compra de votos na campanha eleitoral, corrupção e caixa dois, como Cássio Cunha Lima (PSDB)?

E se Dilma, em sociedade com Mário Covas (PSDB) tivesse comprado uma enorme fazenda no município mineiro de Buritis, em pleno mandato, e recebesse de presente de uma empreiteira um aeroporto, construído gratuitamente, constatando-se depois que foi essa empreiteira a que mais ganhou licitações no governo FHC (PSDB), sócio de Covas?

E se Dilma estivesse sendo acusada de ter recebido 250 mil de uma empreiteira, na Operação Lava Jato, como Carlos Sampaio (PSDB)?
E se Dilma tivesse comprado um apartamento no bairro mais nobre de Paris e se, dividindo-se o valor do imóvel pelos seus rendimentos, se constatasse que ela teria que ter presidido este país por quase trezentos anos para tê-lo comprado, caso de FHC (PSDB)?

E se Dilma fosse proprietária da maior rede de televisão do país, devendo quase um bilhão de impostos e mais dois bilhões no sistema financeiro, e tivesse o compromisso de proteger corruptos e derrubar a presidente, em troca do perdão da dívida com o fisco e financiamento do BNDES, para quitar as dívidas da empresa, como no passado, caso dos irmãos Marinho, proprietários da Rede Globo de Televisão?

E se Dilma tivesse sido denunciada seis vezes, por seis delatores diferentes, na operação Lava Jato e fossem encontradas quatro contas suas, secretas, na Suíça, alimentadas por 23 outras contas, em paraísos fiscais, e o dinheiro tivesse sido bloqueado pelo Ministério público suíço, por entendê-lo fruto de fonte escusa, e tivesse mandado toda a documentação para o Brasil, com a assinatura dela, como aconteceu com Eduardo Cunha (PMDB)?

Certamente Dilma, investigada noite e dia, em todas as instâncias, sem um indiciamento, sem sequer evidências de crimes, "uma mulher honrada", no dizer do promotor da Lava Jato e de um dos advogados dos réus, não estaria com os citados pedindo o seu impeachment.

O seu crime?

Chegou o dia de pagar os carentes do Bolsa família e o tesouro não tinha dinheiro.

A Caixa Econômica Federal pagou e recebeu três dias depois. Isto é "pedalada" e por isso todos os citados acima a querem fora do governo.+

Por que é desonesta ou por que é um risco para os desonestos?

Para apressar a tramitação dos processos em curso ou para arquivá-los?"

.
PARE, REFLITA... NÃO DEIXA QUE A GLOBO MANIPULE O SENSO COMUM, JUNTO COM ESSA CORJA DE LADRÕES.

6 de dezembro de 2015

BONDADE DIVINA?


Em especial, os que se sentem especiais, escolhidos e no fim das contas, se sentem inclusive, no direito de interferir no aprendizado dos outros e isso é EGO, não conselhos divinos.
Ego é você querer ver a si mesmo nos outros, acreditando que o que é bom pra você, é bom para os outros também e quando não seguem teus 'bondosos conselhos' se aparta das pessoas através da exclusão e do preconceito.
Que evolução espiritual teria nisso?

A FALTA DE DISCERNIMENTO E LEITURA TORNAM LÍDERES RELIGIOSOS EM CARRASCOS.


Seguidores também.


20 de novembro de 2015

ANORMAL


"A "normose" (doença de ser normal) está erroneamente doutrinando muitos homens e mulheres, que poderiam se quisessem, ser bem mais autênticos e felizes."

(Hermógenes)

2 de novembro de 2015

A ESPERANÇA - O QUE ELA É DE VERDADE



A esperança vem do verbo ESPERANÇAR, não do verbo ESPERAR.

Esperançar é ir à luta, é criar meios de que algo aconteça através da AÇÃO, do seu merecimento, do seu empenho, do teu suor, da sua luta. Se para muitos a ESPERANÇA é ESPERAR que através de uma CRENÇA ou de ALGUÉM algo venha cair no seu colo de GRAÇA, posso dizer que vc é TOLO..

Eu critico a PALAVRA ESPERANÇA porque para muitos ela vem do verbo ESPERAR, não ESPERANÇAR. 

Ou seja:

- A pessoa se coloca em estado de INÉRCIA ao invés de se colocar em AÇÃO.


Vamos à luta então!

Nada cai do céu.

Nem chuva ultimamente. kkkkkkkkkkkkkkkkkk

1 de novembro de 2015

VOCÊ EM TRAVESSEIRO DE PENAS DE GANSO?




Compartilhem! 
As pessoas precisam saber disso!

Crueldade para o consumo do ser humano dormir mais tranquilo, como? 
Travesseiros, casacos e cobertores com penas de ganso!!!! 

É assim que se conseguem as penas de ganso... A crueldade humana perversa, fazendo essas atrocidades com gansos fazendo-os sentirem dor em nome o Capitalismo. 

Depois disso você conseguirá dormir mais sossegado?
Não utilize produtos obtidos com crueldade para com os animais !!!
É verídico!

VEJAM O VÍDEO




PRISÕES SEM GRADES

A repressão explícita do passado, fora substituída pelas prisões sem grades.
Mentes manipuladas, cabeças feitas em direção ao abismo da ignorância.

Acreditam que a fé burlará qualquer inocência ou falta de raciocínio, mas a fé nunca é no próprio Ser, porque querem Ter e o ter, é o verdadeiro deus que adoram e que só sai de cena quando a desgraça sobrevém. Gritam toda sua sorte em lamentos por não suportarem a dor de existir e sentirem-se vazios.


A fé existe para a falta de saber lidar com a vida ou por causa do medo da morte, pois ninguém sabe quando será chegada sua hora, muito menos a certeza de que haverá continuação.

E assim caminha a humanidade programada para se odiar, porque como cães farejadores procuram uns nos outros as diferenças para se desligarem entre si e é isto que o SISTEMA quer: desunião!

Adoram dizer a palavra EVOLUIR e nunca sabem vivenciar o que seria o seu significado!

Val



PARTIR


Talvez o fato de ter aprendido a uivar por ter convivido com lobos foi a lição que me fez vir a este mundo para depois partir.
Sinto meu corpo não responder mais com a realidade ao qual era submetido.

Minha mente se anuvia entre a realidade e a 'flashs' de coisas que são minhas e que ainda não as reconheço, só me soam familiares.

Por incrível que pareça estou em paz. Estou em paz com as pessoas que amo, que sempre estiveram ao meu lado e se tiver que partir, estarei tranquila com sentimento de deveres cumpridos, sem carregar 'bagagens extras' como o arrependimento e esse era o meu medo no momento da partida, sei que não preciso temer mais nada.





.


.

SER ADULTO O TEMPO TODO É UM SACO

clique na imagem para aumentá-la

SAUDADE



Saudades?
Não, não vou ligar pra ela, nem pra ele.
Desta vez é finito.
A saudade não existe mais porque todo aquele encanto se quebrou como vidro quando a fraqueza da insegurança e do medo de perder se estilhaçou em mil pedaços fazendo um alto barulho quando chamou minha atenção, sinalizando que era o fim.
Não... Não era tudo aquilo que pensei... Tenho paúra de gente medrosa, de gente fresca que se usa da falsa modéstia para impressionar, da falsa moral, da falsa personalidade em nome do egoísmo.
E posso dizer que esse foi o cheque mate mais lindo que já vi.

Val

31 de outubro de 2015

BRUXAS DE VERDADE

"A primeira coisa que é preciso entender diz respeito ao Cristianismo que condenou a palavra "bruxa"; caso contrário, seria uma das palavras mais respeitadas, tão respeitada como "místico" - um homem sábio. O termo em si significa apenas mulher sábia, o paralelo do homem sábio.

Mas na idade média o Cristianismo defrontou-se com um perigo. Havia milhares de mulheres que eram de longe muito mais sábias que os Bispos e os Cardeais e o Papa


Toda a sua filosofia se baseava no amor e na transformação da energia sexual - e uma mulher pode faze-lo mais facilmente do que um homem. Afinal, ela é mãe e será sempre mãe. Até uma menina de tenra idade tem um carácter maternal.


Para o Cristianismo, elas representavam concorrência, o Cristianismo não tinha nada para oferecer comparado com isso - mas estava no poder.
O mundo tinha sido dos homens até aquela altura; e eles decidiram destruir todas as bruxas. Mas como poderiam destruí-las? Não era uma questão de matar uma mulher, mas milhares de mulheres. Então foi criado um tribunal especial para investigar, para descobrir quais eram as bruxas.


Qualquer mulher que os cristãos dissessem que tinha influência sobre as pessoas e que era respeitada pelos outros era capturada e torturada - até que confessasse. Não paravam de a torturar até até ela confessar que era bruxa."

Osho


29 de outubro de 2015

SER IMPERFEITA É LÍCITO E ME CONVÉM, OK?

"Perdoe-me, sou imperfeita diante de tantas pessoas perfeitas.

Perdoe-me ainda mais, porque a imperfeição que reconheço em eu mesma, foi minha melhor dádiva, porque poucos se enxergam e quase ninguém dá sua cara a bater. 

Perdoe-me muito mais ainda, porque não pretendo mudar por causa que sua perfeição sente asco pela minha imperfeição 

Não quero ser perfeita, só quero me livrar do mal daqueles que queiram me mudar como se tivessem esse direito."
Val Qic


JOHNNY DEPP IRÁ COMPRAR TERRAS INDÍGENAS PARA DEVOLVER AOS SEUS DONOS


É o que o governo devia fazer!

Lembrando que ele é ateu e 'cadê' aqueles pastores milionários que só sabem roubar o dinheiro dos pobres e não ajudam em nada???



Sem pagar impostos das Igrejas que poderiam ajudar e muito o nosso País?


O ator que interpreta o Capitão Jack Sparrow declarou ao jornal Dailly Mail que pretende comprar o território indígena “Wounder Knee” para devolvê-lo aos seus antigos donos, que perderam essas terras numa batalha em 1890 e matou 150 nativos, entre mulheres e crianças.

“É um território sagrado e muitas atrocidades foram cometidas contra os [índios] Sioux ali”, disse o ator. 

Johnny Depp está disposto a gastar milhões para devolver aos índios o controle das terras que foram dos seus antepassados.

“Esta terra é tão importante para a cultura Sioux e tudo o que eu quero fazer é comprá-la e devolver para eles. Por que o governo não faz isso?”, completou Johnny Depp.



VALE A PENA RECORDAR QUE:



EM HOMENAGEM A ELES:


25 de outubro de 2015

MISTICISMO - COM VÍDEO E TRADUÇÃO

video
Tradução da música 'SILENT LUCIDITY - QUEENSRYCHE'

(Para ver o vídeo em tela cheia clique no quadrado do lado direito na parte inferior do vídeo)


NA SISTEMATIZAÇÃO DA MÍSTICA NASCEU O MISTICISMO

- O que dizer de algo indizível? 
- Como explicar o inexplicável? 
Toda tentativa para responder tais perguntas seriam desnecessárias, devido a nossa limitada compreensão do incompreensível porque o que me soa é que possuímos nossas limitações humanas e que isso de alguma forma, foi proposital. Não sei ainda bem a razão, mas foi. 


Embora a mente humana encontre certas limitações para elucidar e exemplificar este enigmático tema, o mesmo, não pode ser descartado da nossa realidade, pois sem ele perderíamos a essência do ser. 

Conclusão:
O inexplicável existe para que não contemos a outros menos preparados que nós, não por serem inferiores, ninguém é melhor do que ninguém e sim porque há experiências místicas a serem vivenciadas e serem por definitivo algo particular e íntimo de quem as vivenciou. Talvez seja nossa necessidade compartilhar essas experiências com quem confiamos que existe essa falta de 'tradução' de algo muito ímpar que foi vivido.
Há coisas que são para ficar em silêncio e levar esse segredo junto com a morte.



REENCONTROS... "TOGETHER - BANDA THE XX" - TRADUÇÃO (VÍDEO)

Música da trilha sonora da Novela ALÉM DO TEMPO
TRADUÇÃO
video
Para ver o vídeo em tela cheia, clique no 
quadrado à direita, na parte inferior do vídeo.

Não sou de assistir novelas, nem séries de filmes porque não tenho paciência com essa demanda de capítulos e acredito que em especial as novelas manipulam o senso comum e interferem no comportamento das pessoas ao qual deduzo que sem perceberem, acabam imitando o que os personagens (os vilões) fazem através do inconsciente, transformando as pessoas em sociopatas... Mas... Há novelas que trazem a fantasia do impossível e que temos a consciência disso.

Essa música é muito linda, tanto na melodia que a diferenciada e na letra.
Nada é casual, sempre digo que o acaso não existe.
Deve ser porque sai um pouco da telinha aqui e fui mais para o mundo da 'real life' e por consequência disso, me apaixonei por alguém que também está apaixonado e tivemos a impressão de que foi um reencontro. Mas acredito nas afinidades entre as pessoas que de forma quase automática, acabam se amando e que no entanto eram quase estranhos um pro outro e que para completar, me deparo com uma música que fala mais ou menos do que está acontecendo não no mundo virtual, nem na ficção das novelas e sim na realidade.