TUTORIAIS PARA USAR PARTICIPAR DESTE BLOG

22 de dezembro de 2015

BOLSA FAMÍLIA - DESFAZENDO MITOS


O Bolsa Família estimula os pobres a ter filhos

POR QUE NÃO É VERDADE

Pelo contrário: é cada vez maior o número de beneficiárias que utilizam métodos anticoncepcionais. 

A taxa de fecundidade das brasileiras caiu 20% nos últimos anos, mas no grupo de mulheres mais pobres o recuo foi ainda maior: 30%. 

Sem depender financeiramente dos maridos, essas mulheres conquistaram autonomia não apenas para escolher o que comprar, mas também para decidir se querem ou não ter filhos. 

Estudos mostram que as condicionantes do programa estão estimulando a troca da quantidade por qualidade entre as beneficiárias – menos filhos, com mais futuro para cada um deles. 

Além disso, o benefício para cada criança é de R$ 40 mensais. 

Alguém pensaria em ter um filho a mais para ter acesso a essa “fortuna”?
Bolsa Família não faz ninguém querer ter mais filhos
Fontes
MDS 
Revista Brasileira de Economia

O Bolsa Família transformou o Nordeste em curral eleitoral

POR QUE NÃO É VERDADE

Uma das inovações do Bolsa Família foi justamente eliminar o coronelismo. 

O beneficiário é titular de um cartão e não deve favores a ninguém. Vota em quem quiser. 

Pouca gente sabe, mas São Paulo é o vice-campeão nacional do Bolsa Família, com mais famílias beneficiadas do que todos os estados nordestinos, à exceção da Bahia. 

Os governos do PT são tão bem avaliados pelos nordestinos porque o Nordeste, esquecido pelos governos anteriores, passou por uma verdadeira revolução nos últimos 12 anos. 

A região cresceu o triplo da média nacional. 

Foi também no Nordeste que a renda do brasileiro mais cresceu. Mais de 4 milhões de empregos foram gerados. 

Hoje, 42% da população nordestina está na classe média, um crescimento de 20 pontos em apenas uma década. 

A infraestrutura turística cresceu como nunca; a matriz industrial se diversificou, com destaque para as indústrias naval e petroquímica; grandes obras estão mudando a paisagem e a história da região, como a integração do rio São Francisco, a ferrovia Transnordestina, o Eixão e o Cinturão das Águas, a refinaria Abreu e Lima, entre tantas outras. 

Lula e Dilma reduziram como nunca as desigualdades sociais e regionais. 

O Brasil deixou de ser um país governado apenas para um terço da população e passou a ser um país de todos.
Fontes
UOL

Folha de São Paulo
Instituto Lula Webdesign & ilustrações do Ilustre BOB. Fotos: Tania Rego/Agência Brasil (foto do mito 2); Marcelo Casal Jr./Agência Brasil (foto do mito 5); e Divulgação/Prefeitura de Mac
Postar um comentário