TUTORIAIS PARA USAR PARTICIPAR DESTE BLOG

12 de dezembro de 2011

DESCENDO AO INFERNO


É muito fácil viver a vida, quando temos o poder da escolha.

Podemos por exemplo, nos integrarmos a grupos sociais mais brandos como os espiritualistas ou espiritualizados, os filosóficos, os que visam a busca da evolução humana entre muitos outros, que sabemos que nos trará uma vida social menos massante, isolando os que nos trazem dissabores e que neles existam pessoas que mesmo com suas falhas humanas mais evidentes, nos são pessoas de um valor incalculável, pois o amor nasce entre as pessoas mesmo que houver diferenças, fato!
Através dessa premissa, cada pessoa individualmente, age de uma maneira distinta quando se depara com um caminho evolutivo que torne o norte de suas bússolas evidente, aonde para ser mais precisa, uns trilham esse caminho jamais excluindo os grupos anteriores ao qual fazia parte e outros os EXCLUEM SUTILMENTE, mesmo que não possam deixá-los por completo, pois a eles, podem pertencer sua família, amigos, colegas de trabalho e mesmo tendo que conviver com essas pessoas, preferem se calar, pois julgam que estas pessoas jamais terão capacidade de evoluir, pois nem todos estão preparados a compreender certos mistérios.
Se tudo se move, se tudo está em pleno movimento, não seria uma falha dos que se auto intitulam "seguidores da verdadeira evolução" ficarem somente parados no lugar que consideram o paraíso aqui na terra?
As preces são muito bem vindas, trazem resultados, porém se o verbo se tornou carne, não seria mais justo além das preces, entrar em ação?
Não acredito que se eu me isolar (não estou falando da presença física somente) de todos que não participam dos meus grupos evolutivos e ficar só fazendo orações a estas pessoas, resolva completamente.
Eu gosto de estar no paraíso, porém gosto de descer ao inferno também, pois somente dessa maneira, somente me impactando com o que nele existe, há chances de trabalhar os que estão dispersos e a eles, dar a chance de despertar e em muitos dos casos, não são com atitudes e palavrinhas brandas não:
- Foi através dos atritos que o homem descobriu o fogo, não foi?
E o que é o fogo?
Para cada pessoa há um sentido distinto e quem é místico e me critica tanto, vai entender o que estou dizendo.
Portanto, ao invés de criticar o que sou, peço a esses místicos, que pelo menos em suas preces, peça que tenham discernimento ao interpretar minha conduta, pois não sou condizente com a inércia jamais.
Mesmo antes de participar de certos grupos que jamais imaginaria estar, já postava no orkut que adoro estar em mundos paralelos, pois isso me trazia o crescimento, mesmo que a lentos passos.
A minha diferença com certas pessoas que adoram me criticar é que não me envergonho dos meus defeitos e estando neles tenho a oportunidade de misturá-los com os dos outros e dai sim, compreender NA PRÁTICA (o verbo se tornando carne), a lição vivida e aprendida, contribuindo não tão somente comigo mesma, mas sim com as pessoas que se impactaram comigo.
Então, descer ao inferno é preciso, afinal é melhor do que ficar só no paraíso, na condição de anjo escolhido, se AUTO intitulando de perfeito, justo e amoroso:
- Isso é fácil demais
Postar um comentário