TUTORIAIS PARA USAR PARTICIPAR DESTE BLOG

9 de fevereiro de 2014

AMO OS LIVROS DAS CRÔNICAS VAMPIRESCAS DE ANNE RICE

O primeiro livro que me encantou e me fez uma leitora assídua das Crônicas Vampirescas de Anne Rice, foi PANDORA. A riqueza de detalhes com que a Escritora descreve os tempos antigos em Roma, em 15 a.C. é magnífica. Creio que seu sucesso se deve a isso, em fazer de seus personagens da ficção se parecerem reais.
Duas de suas obras viraram filmes:

1 - Entrevista com o Vampiro
2 - A Rainha dos condenados

Anne Rice, é uma escritora norte-americana, autora de séries de terror e fantasia. Uma das autoras mais célebres e lidas da América, Anne Rice é conhecida por tecer os mundos visíveis e sobrenaturais junto a histórias épicas que entretêm e desafiam os leitores.

Nascida em 4 de outubro de 1941, na cidade de New Orleans, no estado de Louisiana, nos Estados Unidos.




Howard Allen O’Brien, ela mesma escolheu ‘Anne’ como primeiro nome, ao entrar na escola. Em 1956,perdeu a mãe, Katherine, e dois anos depois, com o pai casado novamente, a família mudou-se para a cidade de Richardson, no Texas, onde Anne conheceu seu futuro marido, o poeta e pintor Stan Rice. Após seu casamento, em 1961, com Stan Rice, passou a ser conhecida pelo nome que agora a consagra.


Formou-se em “Escrita Criativa” pela Universidade de São Francisco e já escreveu cerca de 19 livros. Logo em seu primeiro livro, estreou um grande best seller, “Entrevista com o vampiro” (1976), que deu origem a uma série de romances sobre vampiros, intituladas ”As crônicas vampíricas”, que incluem cerca de 10 livros (confira a lista no final).

O forte da autora sempre foi sua incursão à fantasia. Geralmente os personagens sobrenaturais que cria, procuram por sua identidade numa espécie de “subcultura vampírica” que mescla morte e sexualidade. Desse modo, são temas também desses romances o homossexualismo, o ateísmo, a imortalidade, a vaidade e as relações entre o bem e o mal. Em seus livros ela invariavelmente apresenta seus vampiros como indivíduos com suas paixões, teorias, sentimentos, defeitos e qualidades como os seres humanos mas com a diferença de lutarem pela sua sobrevivência através do sangue desuas vítimas e sua própria existência, que para alguns deles, é um fardo a ser carregado através das décadas, séculos e até milênios.

Seu livro de maior sucesso é “Entrevista com o vampiro”. Anne relata que escreveu esse livro em apenas uma semana, após a morte de sua filha por leucemia, filha esta que está brilhantemente retratada na personagem Cláudia. Entrevista com o Vampiro foi para as telas dos cinemas, sendo que Anne escreveu o roteiro e acompanhou de perto a produção. Na época do lançamento do filme foi amplamente divulgado. A decepção da autora foi quanto a escolha do ator para o personagem Lestat (Tom Cruise), sendo divulgado que ela o considerava apenas um rostinho bonito e sua preferência era o ator Rutger Hauer (inclusive no livro A História do Ladrão de Corpos, através de uma fala de Lestat, ela indica isto). Após a estréia ela voltou atrás.

Obs: No site dela há um boneco à venda de Lestat, aprovado por ela, se olhar bem perceberá a semelhança com o ator Tom Cruise/Lestat.

Já no segundo filme, “A Rainha dos Condenados”, Anne não teve qualquer participação em nenhuma etapa de sua produção, o que pode explicar a pouca repercussão que o filme obteve e as extremas “licenças” poéticas que os produtores tomaram a liberdade de fazer descaracterizando pontos importantes da saga dos vampiros.

Em 2005 Rice anunciou que, após o falecimento de seu marido Stan Rice, deixará de escrever obras sobre vampiros, bruxas e outros seres fantásticos, e agora irá se dedicar a outros gêneros literários.

Em Christ The Lord: Out of Egypt, lançado em 2005, Rice despede-se dos seus temas habituais para escrever um retrato curioso de um Jesus aos sete anos de idade, partindo do Egito com a família, para voltar para sua casa em Nazaré. Neste livro, Rice nos brinda com um comovente epílogo no qual ela descreve o recente retorno à sua fé Católica e avalia de forma divertida e ácida a moda dos estudos bíblicos nos dias de hoje.

Anne Rice usou pseudônimos para escrever em outros gêneros:

O de Anne Rampling em romances mais comerciais, ”Exit to Eden” (1985) e “Belinda” (1986), e o de A.N. Roquelaure (o nome vem de um tipo de espartilho francês usado no século XVII), a trilogia pornográfica “Beauty” (1983 – 1985). A trilogia sobre a fábula da Bela Adormecida (The claiming of the sleeping beauty, Beauty’s Punishment e Beauty’s release) começa com um príncipe despertando a Bela com requintes sadomasoquistas.

Anne, hoje, vive e trabalha em New Orleans com seu marido Stan Rice e seu filho Christopher Rice, numa mansão histórica do Garden District, que muitos dizem ter fantasmas. Recentemente ela lançou um vídeo, protetores de tela e em desenvolvimento há os projetos de uma série de televisão e um Cd-Rom.

Através do You Asked, Anne Answered (Você pergunta, Anne responde) de seu Site Oficial, ela responde questões e compartilha textos com emails exclusivos para seus fãs.




SÉRIE CRÔNICAS VAMPIRESCAS DE ANNE RICE

Entrevista com o Vampiro (1976)

O Vampiro Lestat (1985) Volume I e II

A Rainha dos Condenados (1988) - Akasha

A história do ladrão de corpos (1992)

Memnoch  (1995)

O Vampiro Armand (1998)

Merrick (2000 )

Sangue e ouro ( 2001)

A fazenda Blackwood  (2002)

Cântico de Sangue (2003)



SÉRIE NOVOS CONTOS VAMPIRESCOS


Pandora (1997 )

Vittorio , o vampiro (1999) 


SÉRIE BRUXAS MAYFAIR


A hora das bruxas I e II (1990)

Lasher (1993) 

Taltos (1994) 


SÉRIE BEAUTY

(todos como Anne Rampling)


O Sequestro da Bela Adormecida(1983)

O Castigo da Bela adormecida (1984)

A Libertação (ou “liberdade”) da Bela Adormecida (1985)

SÉRIE SONGS OF THE SERAFINS

Angel Time (2009)

ROMANCES ÚNICOS

 A Festa de Todos os Santos (1979)

Chore para o Céu (1982) 

Saindo do Éden (1985)(como Anne Rampling) 

Belinda (1986) (como Anne Rampling) -

A Múmia ou Ramsés ,o maldito(1989) 

O Servo dos Ossos (1996) 

Violino (1997) 

The Master of Rampling Gate (2002) - O Senhor de Rampling Gate (Publicado no Brasil no livro “Os 13 Melhores Contos de Vampiros”, de Flávio Moreira da Costa)

Postar um comentário