TUTORIAIS PARA USAR PARTICIPAR DESTE BLOG

30 de julho de 2011

PELO AMOR DOS CARVALHOS VOADORES (KKKKKKKK)



NEXTEL (CRÍTICA)

Vim aqui criticar, um certo tipo de pessoas que adquirem serviços de franquias da Empresa Nextel, onde todos sabem que além de celular é rádio também, oferecendo planos de serviços corporativos ou para pessoas físicas e que facilita a vida de muita gente nos quesitos: custo, benefício, praticidade e comodidade.

São ótimos serviços, na minha opinião!

Quando essa tecnologia lançou-se ao mercado, foi aquela febre, assim como antigamente fumar cigarros, era sinônimo de status, poder e charme, o Nextel fez com quem possui seus serviços algo semelhante!

Bem, vou direto ao assunto:

- Vejo nas ruas, nos transportes públicos e hoje quando fui dar comida pro meu cachorro, vi o pedreiro que trabalha na obra em frente à minha casa, falando com alguém pelo seu Nextel apitando e estava à beira da calçada, corpo ereto, imponente, falando alto e ao mesmo tempo olhando para todos os lados na intenção de ver se alguém apreciava o que estava fazendo.

Era tão alta a conversa dos dois, que nos instantes que depois estava lavando o quintal, não havia como deixar de ouvi-la, pois detalhara a relação sexual do dia anterior, com riqueza de detalhes e várias palavras de baixo calão!

AHHHH!!!! Pelo amor do Carvalhos Voadores, isso é ridículo!

Nâo me interessa SER OBRIGADA A OUVIR ASNEIRAS DO TIPO:

- Planta bananeiras, o outro chaxim, o pêlo pubiano encravado, meu nariz de tucano, minha boca carnuda, minha bunda caída, minha baixa-estima, o alisamento definitivo, que fulano é Gay, que Beltrana é sapatão, eu malho todos os dias, meu intestino é preso e toma activia todos os dias, que tenho grana pra ir à baladas todos os finais de semana...

Hoje qualquer um pode ter Nextel, cassete!

E mesmo se não pudesse, temos que ter discernimento a ponto de não deixar esses "símbolos de poder material" (kkkkkkkkkkkkkkkkk), influenciar numa coisa que deveria ser particular, ponderada e não esculhambada!

É aquela velha história:

- A moda, deixa qualquer imbecil se expôr ao ridículo.

Tenho saudades das épocas dos ditos Rádios Amadores, que ficavam dentro de casa ou do carro e quando conversávamos com alguém, o som era mais baixo possível e fechávamos os vidros!

Owwww!!! Gente besta!

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Ps: Dou risada mesmo, na cara dura, quando vejo esses marionetes do capitalismo, servir de palhaços nos locais mais públicos que existem!

Ahhhh!!! Vão se catar! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Postar um comentário