TUTORIAIS PARA USAR PARTICIPAR DESTE BLOG

25 de agosto de 2013

QUEM NÃO EXPERIMENTA OU NÃO SE INTERESSA, NÃO SABE O SABOR QUE TEM...


Ser chamada de Nerd não é legal... Só porque gosto de fazer coisas que aprendi fazer, quando estar só, não era mais um fardo que eu tinha que carregar.



Quando você aprende a não se debater na solidão, assim como um viciado em cocaína, esperando seu fornecedor num bar qualquer, se contorce, quando leio sua linguagem corporal, sedento por pó e que não sabe que está condenado a ter esse comportamento a vida inteira, você acaba curtindo sua própria companhia, deixa de ser viciado em estar acompanhado seja por quem for. Há pessoas que abominam tanto a solidão, que escolhem qualquer porra pra servir de consolo...

Bem, o fato de experimentar coisas que todos repudiam é que vale a pena lembrar que em absolutamente tudo nessa vida, existem os dois lados da moeda, a cara e coroa, o lado bom e o ruim, a cara e a coragem, a ousadia de destemidamente, viver os avessos dos ponteiros e toda essa vivência foi quando me auto elegi que não precisava do coletivo pra viver, senti que a auto reclusão me nutria, fui ficando forte ao passo que meu ego me mostrava que podia seguir meus passos sozinha sem mais sentir necessidade de outros opinarem, mas me enganei. Sem o coletivo, não vivo, me iludi e foi ai que percebi que tinha que mudar a configuração do modo social em lhe dar com as pessoas e obtive bons e maus resultados, mas estou levando com equilíbrio deduzo...


Viver feito vaca de presépio pra ser aceita por todos, me enoja, não sou 100% boa e faço questão que todo mundo veja isso, me sinto honesta sendo assim.

Quando aprendemos a nos amar, mesmo com milhões na tua bota te chamando de lixo, você se aperfeiçoa, não para provar merda nenhuma a um bando de imbecis que querem te mudar para se parecer com eles, mas sim porque percebe que eles são todos iguais, fizeram uma maquiagem se tornaram idênticos para que as diferenças não os assustassem e quando cai a tua ficha, de que tudo isso é feito exatamente pelo medo das diferenças, você nota que a covardia é nefasta, causa desgraças e certa compaixão lhe vem como forma de lógica em favor dessas pessoas e suas ofensas indiretas, é somente uma maneira de dizer:


- Eu te aprecio!


Dai você vai além, percebe que enfrentar seus próprios limites combatendo os medos bestas que te acovardava, vai fazer com que você gradativamente, ganhe forças...

Dai você experimenta de tudo um pouco, sem exageros e vai ficando com o que é bom pra você  sem se importar com que os outros irão pensar.


(Valeria Chacon)


UM POEMA LINDO PRA VOCÊ OUÇA-O


Postar um comentário