TUTORIAIS PARA USAR PARTICIPAR DESTE BLOG

26 de agosto de 2013

VOCÊ É DUAL, TODOS NÓS SOMOS DUAIS



Ser dual é ser cego.



Você pode estar tomando uma atitude que acredita ser justa, magoando outras pessoas... É... Todos nós fazemos isso...


Não conseguimos sentir o que os outros sentem quando ferimos de maneira direta ou indireta...


Somos perversos por natureza e excelência, mas somos bons também e o único problema é que quando fazemos algo de bom para os outros, achamos que fizemos muito e que aquilo foi o suficiente para uma vida inteira, porque vem aquela sensação que somos bondosos e que não passa de uma ilusão, porque não praticamos a bondade sempre.


Estender as mãos deveria ser um hábito automático assim como de maneira involuntária, piscamos os olhos...


Somos as extremidades dos opostos, alegres e tristes, bondosos e inquisidores sociais, absolvedores e juízes que condenam sem compaixão e excluímos pessoas diferentes de nós para que não façam parte de nossas vidas, mesmo que nos equivocarmos com nossos julgamentos impelidos pelo medo de amar o próximo, mesmo com todas diferenças.


Vivemos o caos, sabemos o que é bom para poder transformar um mundo tão hostil como esse, em algo melhor e mais solidário para viver, na prática de compreender o próximo, ajudando-o quando podemos.


Mas... Não acontece na prática... Só há boas intenções para impressionar quem tem algo a oferecer, por conveniências egoístas, sejam elas materiais, espirituais, sentimentais e até por desejos periódicos.


A raça humana é "bugada". Parece o disco de vinil riscado que fica ali fazendo a melodia ter uma palavra repetida pelo cantor, acreditando na volta de um messias pra consertar as cagadas que o ego faz de maneira coletiva e que já até virou moda ser assim, acham lindo e correto.

Desculpe, sou sincera... Muita gente se achando o enviado de deus, o filho pródigo e na prática... Não tem compaixão com ninguém.

Quanto mais espiritualizada a pessoa quer ser, mais egoísta se torna.

Não adianta fazer um trabalho voluntário e ser solidário enquanto doa seu tempo e fora dele, ser um Filho da Puta ou uma Filha da Puta, que sorri pra todo mundo arreganhando os dentes e cortando a casaca de todo mundo pelas costas.


Somos duais, nunca só bons e disso NINGUÉM escapa.

A única diferença, é que alguns escolheram se melhorar através da auto observação e disso não passa, afinal perfeição aqui é impossível de acontecer. rs

(Valeria Chacon)
Postar um comentário