TUTORIAIS PARA USAR PARTICIPAR DESTE BLOG

8 de janeiro de 2015

A MESMISSE DE SER COMUM



Só quem não é comum costuma ser criticado. Quem tiver vocação e coragem de ser diferente, que se prepare para ser bombardeado. Infelizmente existe quem se considere bom cidadão, só porque não é criticado, mas, exatamente por isso, porque é comum e não sai da mesmice, nada nele existe para elogiar nem criticar...


Julgo-me diferente, não melhor nem pior, mas diferente, razão de muitas vezes ser criticado, mesmo por alguém que nada faz por merecer a própria existência...

Mas a mesmice de ser comum é algo de que não desejo participar. Prefiro continuar sujeito a critica de toda natureza a ter de "engolir" uma vida sem saber nem sabor.

O que quero dizer com tudo isso é que não há a menor razão para nos sentirmos deprimidos quando alguém nos crítica por sermos diferentes, pois isso faz exatamente a diferença entre nós e aqueles que nos atacam.

Devemos sempre nos lembrar que graças àquelas que são diferentes é que o mundo avança e progride. Sem eles, os incomuns, tudo seria uma mesmice, verdadeiro marasmo muito difícil de suportar.

Ser diferente poderá não fazer a nossa felicidade em alguns momentos, mas, por certo, ser diferente nos fará muito felizes nos poucos intervalos em que a felicidade se manifestar, estimulando-nos de que vale a pena sermos como somo...Diferentes!

São as coisas diferentes que fazem o mundo gostoso de se olhar e a vida maravilhosa de se viver. Ser diferente é se aceitar e se mostrar ao mundo, sem medos nem rodeios. É ser feliz. E quem é comum nada sabe dessa coisas, porque ainda sequer acordou para a vida...

Autor: Francisco Fernandes Araújo.
Postar um comentário